CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »

terça-feira, dezembro 14, 2010

Desisto

Há alguns meses tenho tentado, inutilmente, conciliar o trabalho em período integral e as tarefas da Amélia.

Com a ajuda de I. e um apartamento pequeno, a coisa vinha funcionando mal e porcamente. Mas agora com as coisas em dobro (dois banheiros, dois quartos, eu duas vezes maior)... fail master blaster ultra mega super grande pra mim. 

Não consigo, não dou conta e não quero passar todo meu tempo livre limpando a casa. Fazia com o maior bom gosto quando não estava trabalhando fora e tenho sincera admiração por quem consegue. E eu sei que tem gente que consegue e faz mais, com apartamentos maiores do que o meu, com filho, com cachorros e por aí vai. E sem ajuda de marido! 

Nas últimas semanas andei com um mau humor de cão por causa disso. Chegava em casa do trabalho exausta e não sabia se descansava ou se limpava. Quem limpa sabe que não tem fim. Limpa-se todo dia e todo dia as coisas se acumulam para serem feitas. Como eu não consigo nunca tomar decisões (ou pelo menos nunca estou contente com as tomadas), ao invés de descansar ou limpar eu chorava. Chorava porque sabia que se tentasse relaxar não conseguiria e se tentasse limpar me sentiria a mais infeliz das criaturas. Eu nunca ganho com minhas decisões. 

Eu sei que chorar quase sempre é a pior coisa a se fazer, não resolve problema nenhum, mas eu já disse e repito, eu não sou inteligente, emocionalmente falando. 

Agora eu desisto. 

Desisto de bancar a mulher perfeita. Mesmo porque eu andava longe de ser. Até quando dava conta das tarefas de casa e do trabalho, ainda assim passava boa parte do meu tempo com I. reclamando pra ele. 

Desisto também de reclamar. 

E domingo mesmo, para que minha desistência não ficasse só na intenção, peguei o telefone e liguei pra alguém. Isso mesmo, T E L E F O N E I. Não mandei mensagem de texto, não. Também desistindo de ter medo de telefone, liguei pedindo ajuda profissional.

A partir de agora, eu conto sim com uma pessoa que virá a minha casa, se não toda semana (porque o objetivo é obter ajuda e não ficar de pernas para o ar) pelo menos 2 vezes ao mês. 

Ela veio ontem mesmo, e o resultado é que minha casa está limpa, eu não estou estressada e I. não ouviu desde domingo uma única reclamaçãozinha minha. Nenhuminha.

Aliás, não reclamar é minha resolução de Ano Velho. Mas isso rende assunto para uma outra hora.

N.

8 comentários:

Ivna disse...

apoiada! Fiz o mesmo e recomendo!

Line disse...

Eu sei muito bem como é isso, e eu fazia a mesma coisa quando chegava em casa do trabalho, não limpava mas também não relaxava, porque minha cozinha é aberta e do sofá eu tenho uma visão perfeita da bagunça, rs.É incrível como você limpa a casa hoje, e no outro dia as coisas já se acumularam!
Eu também acabei pedindo ajuda para os universitários, rs, e a moça vai lá em casa 2x no mês, ou 3, caso precise. Eu ficava de péssimo humor aos sábados, porque eu queria passar meu final de semana e relaxar numa casa limpa, mas...quem ia limpar?

Beijos e Boa Sorte!

cintia disse...

voce conseguiu ajuda? to doida pra pedir penico e arranjar ajuda tambem. nao da pra cuidar da casa e trabalha e carregar a barriga grande assim....

Karina M. disse...

Olá, Niveia!

Eu acompanho o seu blog através do blog do Ernani, o Madruga em Claro.
Eu também estou grávida, de 14 semanas, e entendo tudo o que você disse!
Eu não trabalho fora e tenho empregada todo dia, mas só para limpar, lavar e passar. Ela não cozinha, não faz compras e e etc. Mas fora isso sou eu que supervisiono algumas coisas aqui em casa. Até umas 2 semanas atrás eu ainda passava muito mal com os enjôos e me sentia pior por não conseguir nem chegar perto do fogão. Comecei a me sentir inútil porque ou minha mãe mandava comida ou o marido tinha que comprar em algum lugar.
Temos mesmo é que tentar não se preocupar e nem se aborrecer. Vamos fazendo o que dá e ponto.
Beijinhos

K∂riиє* Smith. disse...

Escrevi um texto que fala quase isso, mas o meu faz muito tempo, só fiquei com vergonha de publicar! hahahaha

beijo no umbigo

Maria Silvério disse...

Nivea,
Demorei, mas acessei. E estou adorando! Muito bacana o blog.
Moça....Não sofra por isso não! Temos mais coisas na vida para nos preocupar!
Dar faxina estava te deixando de mau humor?! Vamos acabar com isso! Ainda bem que você tomou uma decisão. E tenho certeza que foi a decisão correta.
Aproveite o tempo que vai lhe restar para fazer coisas que ralmente te deixam feliz (e não lavar banheiro!)
Beijos.
Maria Silvério

Anônimo disse...

Uma romena limpa minha casa a cada 15 dias.Impossivel viver sem ela.Um descanso para mim.

Maria

Felipe disse...

Mas como assim??? Vc sem reclamar, não é vc!!!!!
Saudadeee