CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »

sexta-feira, dezembro 10, 2010

2+2=5


Não existe consenso no que diz respeito à gravidez e o consumo moderado de álcool. Tem gente (inclusive o Ministério da Saúde no Brasil) que acha que álcool não deve ser ingerido e ponto final. Tem outra gente que diz que uma unidade de álcool por semana (acredite, já li até mesmo que poderiam ser duas) não faz mal coisa nenhuma (apesar de que mesmo nessa quantidade o álcool vai sim parar na corrente sanguínea do bebê). 

Eu só descobri estar grávida na semana 8. Antes disso, tinha ingerido álcool sim, pelo menos em duas ocasiões, sem grandes exageros. Se pudesse, voltava atrás, mas desnecessário dizer, não posso chorar pelo leite derramado pelas pints ingeridas. 

Depois disso, segui a recomendação médica (do meu médico em particular) de não ingerir nada de álcool até a semana 12, e depois não passar de jeito nenhum de uma unidade por semana. E mesmo assim, desde então eu tomei somente 2 taças pequenas (nem cheguei a terminar) de vinho tinto, em ocasiões bem distintas, o que equivale a exatamente 2 unidades de álcool.

Olha só, faz uma continha aqui comigo. Estou com 21 semanas. Vamos tirar dessa equação as semanas em que eu não sabia que estava grávida, ou seja, estou conscientemente grávida há 13 semanas. Em treze semanas eu poderia, portanto, ter ingerido 13 unidades de álcool. Ingeri 2. 

13 - 2 = 11

Até o Natal faltam ainda 2 semanas. Até lá eu não vou beber.

11 + 2 = 13

Segundo a minha matemática o meu Natal não foi completamente pro saco do Papai Noel (apesar de eu já parecer um enorme Christmas Pudding). Afinal, eu vou poder tomar 13 taças de vinho tinto. Ou 6 pints de cerveja. Ou 13 doses de vodka ou uísque. Aliás, isso é muito mais do que eu aguento de qualquer jeito.  O que significa, por sua vez, que vai sobrar uma cotazinha para o Ano Novo também. E some-se aí mais uma semana, e mais uma unidade de álcool. 

E eu que sempre achei que não sabia fazer conta! Gravidez realmente muda a gente. 

N.

PS. eu não sei mesmo fazer conta mas sou responsável o bastante para deixar toda essa bebedeira pro Natal do ano que vem, quando minha mãe ou minha sogra vão estar de olho no meu pequeno, fora da minha barriga. 

6 comentários:

Cath disse...

Oii Ni. Eu estou estudando sobre isso no meu curso e varias meninas falaram que beberam durante a gravidez e nao rolou nada. Entretanto existe uma sindrome sim que eh inexplicavel e pode ou nao acontecer. Inclusive eu conheci um garotinho onde eu trabalho que foi afetado por essa sindrome: http://en.wikipedia.org/wiki/Fetal_alcohol_syndrome
Eu acho que todo cuidado eh pouco, mas se for pra pensar em tudo o q faz mal, nos nao viveriamos. Entao um otimo natal e comemore bastante porque o mais importante eh ser feliz!

Mr. Lemos disse...

huahuahuahuhuahuaa. Melhor de todas as contas!! Lembre-se: quanto mais se brinda, mais saúde se deseja. Aproveite, querida! bjão

Mi. disse...

Ahahah olha a ansiedade da pessoa calculando os drinks de Natal.. :)
Beijao!

K∂riиє* Smith. disse...

Ninguem nunca disse que esses limites são acumulativos.
Tô notando que sua percepção é seletiva!
hahaha

Blog da Pandinha disse...

Ni, popará com a manguaça...deixa que meu irmão bebe por vc! Bjs

cintia disse...

nivea, querida. eu tambem nao to bebendo... so em ocasioes raras e so uma tacinha de alguma coisa. acho que assim ta bom. minha midwife me disse que na franca mulher nunca para de beber... haha. mas ela realmente falou que beber para ficar bebada NAO DA mesmo quando gravida. eh so achar um meio-termo bom. beijao!