CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »

sábado, novembro 06, 2010

O devido crédito


A primeira semana de novembro praticamente já terminou e eu não consegui escrever nadica de nada. Não por falta de idéias ou vontade de escrever. Tenho posts mentalmente escritos, dois começados no computador do trabalho e outros três ou quatro no caderno que fica ao lado da minha cama. Acontece que eu voltei a trabalhar.

Não que eu tenha parado de trabalhar. Mas voltei a trabalhar com vontade.  Por duas razões basicamente. A primeira é que já não sinto mais o cansaço de início de gravidez. Aliás, o que foi aquilo? Que a gente fica muito cansada no final, com o peso e desconforto da barriga eu já até tinha ouvido falar. Mas que eu me sentiria a beira da exaustão durante todo o dia, por cerca de 3 meses no início, para isso ninguém me preparou.

A segunda é que desde o mês passado eu passei a ganhar mais. Nem sei direito o porquê. Mas como eu reclamei aqui também quis deixar claro agora que as coisas melhoraram.

O fato é que no final de setembro, no dia do pagamento, meu chefe me chamou na sala dele e me pediu pra sentar. Achei claro que ele me mandaria embora. Enquanto ele preenchia um cheque (é sempre ele que preenche os cheques dos funcionários e depois sai distribuindo-os de mesa em mesa) me disse que por alguma razão (que ele não sabia explicar direito) meu payslip não havia sido emitido. Aparentemente N. (que cuida do RH e só aparece por lá uma ou duas vezes por semana) tinha esquecido de imprimir o meu. Ele me pediu desculpas e disse que eu receberia meu cheque normalmente e que pediria meu payslip na semana seguinte. Me disse ainda que caso houvesse alguma diferença no valor acertariam também durante a semana.

Ao voltar a minha sala abri o envelope e percebi que meu cheque era mais alto do que deveria. Nem que eu tivesse trabalhado todas as 160 horas do mês (eu faltei várias vezes naquele mês em que descobri estar grávida), com o meu salário por hora, e sem desconto de taxas, o valor não batia.

Na segunda-feira ele me entregou o payslip que batia com o valor que eu tinha recebido. Continuei sem entender. E pela primeira vez o mês terminou antes do meu salário (só lembrando, eu ainda não ganho nenhuma fortuna, não, mas I. paga aluguel e todas as contas, sobrando para mim só as compras de supermercado do dia-a-dia mesmo).

A última sexta-feira de outubro chegou e com ela meu dia de pagamento. Estava com medo antes de abrir meu envelope achando que eles abateriam a diferença do mês anterior e eu voltaria ao meu salário miserável. Além disso, com uma gripe maldita, passei praticamente mais de uma semana inteira em casa e achei que esses dias seriam descontados do meu pagamento. Achei até que ficaria devendo dinheiro pra eles.

Para minha surpresa, cheque e payslip de novo batendo com o do mês anterior.

Aí que juntando as duas coisas, na última semana eu trabalhei como deveria. Isso quer dizer que não ignorei mais os e-mails que invadem a minha caixa postal contendo somente um monte de diploma e certificado escolar. Agora eu respondo a esses e-mails perguntando educadamente para o indivíduo (que aparentemente não sabe que eu não tenho bola de cristal) que curso ele gostaria de fazer.

Eu também respondo aos e-mails que vêm de Gana com application forms de alunos que querem estudar Inglês em Dublin. Afinal de contas eles ignoram não "sabem" que sendo inglês a língua oficial de Gana eles não conseguiriam visto do governo Irlandês.

Eu até respondo os e-mails de brasileiros que insistem em escrever em inglês com a "ajuda" do google translator mesmo sabendo que eu falo português.  Claro, eles não sabem que fica difícil entender o que eles querem na maioria das vezes.

Enfim, eu nunca me senti tão bem no trabalho como na última semana. E para melhorar, segunda vou tirar o dia off para ir ao médico*.

Feliz fim-de-semana prolongado pra mim!

N.

* para tanto trabalhei em dobro na sexta-feira para deixar tudo em ordem. 

2 comentários:

Mr. Lemos disse...

haha. Muito bom! Dindin no bolso e saúde de sobra. Vc merece! bjão

K∂riиє* Smith. disse...

Eeeee
Dinheiro é melhor estimulo do que o amor! hahahaha