CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »

segunda-feira, maio 10, 2010

O fim da semana e da TPM

"Women complain about premestrual syndrome, but I think of it as the only time of the month that I can be myself"
. Roseanne Barr . 

"I love you more because you're nuts". Foi o que I. me disse no sábado a noite depois de eu ter chorado por horas. Me fez rir e perceber o ridículo da situação toda.

Minha TPM, que já foi muito pior, começa com sintomas físicos (cansaço, inchaço, dores pelo corpo) e culmina com crises de choro por razões das mais esdrúxulas possíveis. Teve o dia em que eu cheguei em casa do trabalho e não encontrei meu pijama debaixo do meu travesseiro, como de costume. O fim do mundo pra mim. Teve também o dia em que eu chorei inconsolavelmente, no supermercado, ao som de "Fake Plastic Trees", do Radiohead (sabe aquela época do comercial da AACD? bem nessa época). E lendo "PS. I love you", no metrô. E no avião, voltando de Londres no ano passado. Chorei tanto, que a aeromoça (da Ryanair) me perguntou se eu precisava de alguma coisa. E quando cheguei em casa, com aquela cara de quem tinha chorado por dias e dias, fiquei com vergonha de dizer para a família para quem trabalhava, que não tinha motivo para ter chorado. Menti que estava com cólicas (e ainda ganhei o dia seguinte off). 

No mês passado eu resolvi tirar um domingo de sol lindo para chorar no St. Stephen's Green. Chorei porque eu queria sanduíches do Tesco e não da M&S (ainda se fosse o contrário!). I. sentou do meu lado sem saber muito bem o que fazer. E depois que eu gritei com ele (e voltei a chorar) ele me largou no meio da Dawson Street e veio sozinho para casa. Não fique com pena de mim, eu mereci. 

O chororô do último sábado teve como gatilho uma menina e um coelho. A tal da menina estava se apresentando no Britain's Got Talent, com um ato que ela chamou de "the jumping rabbit", tão entertaining quanto parece. Mas ver a menina com o coelho no colo (como se fosse um bebê) foi suficiente pra mim. Pior do que ter chorado foi ter que explicar pra I. que estava chorando porque queria uma coisa pequena para cuidar (um cachorro, um bebê, ou um coelho, nessa ordem). Enquanto eu chorava, ele ria. E quando eu não parei de chorar ele perguntou se um cachorro resolveria o problema, ao que eu respondi com um "Claro que não, só estou chorando porque vou menstruar amanhã (mostrando o meu imenso auto-conhecimento)".

Para minha sorte, e dele, só acontece um dia no mês. Hoje, segunda-feira, tudo voltou ao normal: o cachorro segue planejado para quando tivermos uma casa; bebês não, pelo menos pelos próximos 2 anos; e coelhos, bom... odeio coelhos. 

Baby fever agora, só daqui há 28 dias.

N.

2 comentários:

K∂riиє* Smith. disse...

Ishiiii
Sou essa daí!
O Eamon fica doidinho comigo, mas devo confessar que quando estava grávida esse lance de chorar por nada era mais presente, engraçado esse negócio de ser mulher né?, bem , engraçado pra gente, para quem convive é uma aventura!

beijos
e obrigada por ter votado 'ni mim' ! hahahaha :)

Mr. Lemos disse...

huahuahuhuahuaa
Vc também guarda o pijama embaixo do travesseiro? Acho que é um problema crônico das mulheres que vêm morar nesse país.
Na próxima TPM, dê a algum cachorro o seu sanduba da M&S e compre pra vc uma Guinness em qualquer boteco. Depois me conta o resultado...
bjos