CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »

domingo, outubro 24, 2010

Lar Novo Lar - A procura

 
A minha super área externa
Dia 20 de Novembro o contrato de aluguel de I. com o proprietário do apartamento da Waterloo Road termina. Por mais que eu goste daqui (gosto mais da área do que do apartamento em si) chegou a hora da mudança. I, que sabe mais de bebês (e de quase todas as outras coisas) do que eu, me contou que um bebê, mesmo bem pequeno, ocupa um espaço muito grande. Pelo que eu entendi até agora (ainda estou aprendendo) são as coisas do bebê que ocupam muito espaço, não o bebê em si.

A idéia a princípio era comprar uma casa. Mas ao contrário do Brasil, comprar uma casa aqui envolve um bocado de dinheiro. O que I. tem no banco, reservado para essa compra, nos renderia um belo apartamento em São Paulo. Não um daqueles na Avenida São Luís, de pé direito altíssimo, que eu tanto sempre quis. Mas um apartamento classe média, zona leste. Até perto do metrô. Mas aqui só é suficiente para dar entrada numa hipoteca que levaríamos boa parte dos nossos anos pagando. O problema é que ainda não desistimos do plano de nos mudar (pelo menos por um ano ou dois) para o Brasil, um dia no futuro próximo. Ou melhor, não abrimos mão de ter a opção de fazer isso. Aí decidimos alugar um lugar, por mais um ano. Se dentro desse ano chegarmos a conclusão que a mudança para o Brasil não vai acontecer, começamos o processo de compra e caímos na hipoteca.

Meu espaçoso living room

Daí que achar um apartamento, ou casa, não tem sido lá muito fácil. Muito provavelmente porque temos muito mais exigências do que dinheiro para pagar aluguel.

Para começar, I. não abre mão de morar na zona sul, onde o aluguel é muito mais caro. Eu, mesmo trabalhando na parte norte da cidade, sou obrigada a concordar. Quanto mais tempo eu passo próximo à O’Connell Street e proximidades mais eu quero morar longe dali. 

Como escolhemos a localização, infelizmente temos que abrir mão de um pouco mais de espaço. 3 quartos a princípio está fora de cogitação, a não ser que encontremos uma boiada. Por mim tudo bem, um bebê e dois quartos a mais para limpar? Não obrigada.

O segundo critério, é claro o valor do aluguel. 1) Não temos muito dinheiro mesmo. 2) Não queremos aumentar muito esse gasto quando todos os outros vão subir de qualquer maneira e com um bebê a caminho (I. também me ensinou que os gastos com um bebê podem ser exorbitantes). 3) Aluguel é dinheiro que desce pelo ralo.

O prédio
O ideal seria ficarmos em Ballsbridge mesmo, perto do trabalho de I, perto do centro. Empecilho número um, praticamente impossível achar um lugar descente que não custe uma fortuna. Estamos procurando nos arredores, qualquer lugar em Dublin 4, até mesmo Dublin 6 (Rathmines ou Ranelagh seria legal). Dun Laoghaire também é uma opção, um pouco mais longe para nós, mas definitavemente um lugar onde eu adoraria morar, mas nesse caso também precisar estar perto do Dart

O terceiro critério, também do qual eu não abro mão, é de que o lugar tenha uma geladeira tamanho gente. Frigobar? Nunca mais. Acredite, é isso que tem me feito desistir de 90% dos anúncios que já encontrei.

O quarto, bom, o quarto critério é o quarto mesmo. Queremos dois quartos com cama de casal, quando a maioria oferece um single e um duplo. Além disso, o quarto principal tem que ter armários espaçosos (preferencialmente embutidos, claro).

O Canal, o que mais eu vou sentir falta de ter ao lado de casa
E não para por aí. Já que eu vou ser mãe acho que mereço um upgrade de vida, e quero também um chuveiro elétrico. Ter que ligar a água pelo menos 20 minutos antes de tomar banho eu não mereço. E já que o assunto é banheiro, eu lógico quero uma banheira também.

Um pouco de sol na janela, assim de vez em quando, mesmo que bem de vez em quando, também não seria de todo mal não.

E se fosse uma casa com um jardim, mesmo que bem pequeno, aí eu até parava de reclamar da vida.

N.

P.S. Parava coisa nenhuma, mas pelo menos I. ia me ouvir reclamar sentado no jardim com uma lata de cerveja na mão, pelo menos no verão, o que convenhamos é muito melhor pra ele.

6 comentários:

Aninha disse...

Ebaaaaa, Casa maior! Significa que em Dublin, no ano que vem, não gastarei com hospedagem e nem precisarei dormir num colchão na sala minuscula *-*

Mr. Lemos disse...

E eu tb terei onde fazer meus churrascos. Vou compartilhar com I minha latinha enquanto vc reclama com a japinha!!! hehe. E vc tem toda razão... boiler pro chuveiro não dá...
Boa sorte!
bjão

cintia disse...

Ah voce ainda vai se mudar pro Brasil? Tenho a mesma intencao. So espero que a vida nao mude tanto que essa ideia acabe ficando so na mente :)

K∂riиє* Smith. disse...

Está esperando o que para se mudar pra Dun Laoghaire?

Cris disse...

I, esta mais do que certo mas ainda não tem a REAL noção da situação... rssss
Filho é um gasto ao cubo multiplicado por 10... hehehe
Acho que vcs tem que vir para o Brasil mesmo... levar ele ao parque do Ibirapuera pra vet todo o povão... hahaha
BJOUXXX e muita saude pra vcs...
Ah e dorme muito agora pq daki um tempo isso vai sumir da sua vida...

Juliana Yonezawa disse...

Boa sorte nesta procura!! Eu tb quero uma casa com geladeira grande e jardim...