CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »

quarta-feira, abril 28, 2010

Do que eu reclamo tanto mesmo?

I'm a moaner.  Reclamo se está quente, reclamo se está frio. Reclamo de ter muito o que fazer, e de não ter nada para fazer. No entanto os últimos dias têm sido tão bons que até eu tenho achado dificuldades em reclamar. 

Ou será que foi o contrário? Sim, foi o contrário: parei de reclamar e então, tive dias ótimos. Olha só como é bom escrever, acabo de perceber isso só agora ao colocar as coisas no papel na tela do computador.

Posso não ter emprego (e não estou acostumada com isso, é verdade), e ter que contar com o dinheiro de I., mas tenho tempo de sobra para fazer tanta coisa que assim que voltar a trabalhar vou sentir falta dos dias de ócio.

Vê só, na semana passada em plena quarta-feira passei boa parte da tarde com K. (que eu não conhecia até então) aproveitando o restinho de sol no St. Stephen's Green e batendo papo. E na sexta fui a Dun Laoghaire conhecer uma outra K. (a do ká.entre.nós), que muito fofa havia me convidado há alguns posts atrás. Almoçamos, conversamos e aproveitamos a manhã de sol. Na volta para casa, ainda consegui dar uma cochilada daquelas no meio da tarde e encontrar com meu marido para uma pint (ou uma West Coast Cooler pra mim). Sábado teve pizza e filme, e no domingo, encontro com as Meninas de Dublin. Quando cheguei em casa (mesmo farta de tanta besteira que eu comi), I. já tinha feito o jantar (que de tão bom foi reaproveitado na segunda, me deixando livre para não cozinhar).

No meio de tudo isso achei tempo para ler, escrever, cozinhar (um pouco), me exercitar (só 3 vezes por semana, por 40 minutos, mas já é alguma coisa), cuidar muito bem do meu apartamento (sim, eu gosto!!), assistir vários episódios de 24, House e Lost (e tenho ainda uma infinidade de outras séries e filmes me aguardando).

Ontem eu poderia ter reclamado um pouco do tempo, e do fato de ter ido ao Social Welfare Office para levar documentos que eles poderiam ter me pedido quando estive lá antes. Eu quase fiz isso, mas aí I. chega em casa com uma caixa grande para mim, da Amazon.  Quase tive um orgasmo. Livros. Vários. Novos. Coisas escolhidas para mim, por alguém que me conhece e sabe exatamente que livros não falham em me fazer um pouquinho mais feliz.

Aí perdi de novo toda a vontade de reclamar.

N.

p.s. Sabe que dia foi ontem? Trinta-feira. According to you-know-who.

2 comentários:

Ana Flavia disse...

Aha! Parabéns! Minha trinta-feira eh daqui um mes.

Eu também sou super reclamona. E é como vc disse: qd paramos de reclamar, vemos tanta coisa boa ao redor. Hj, por exemplo, pareid e choramingar, botei o bikini e fui tomar sol no jardim, valeu demais e quase nao senti a dor.

Bjo

K∂riиє* Smith. disse...

Hahahaha
o Reclamão aqui de casa é o Eamon !

Mas então, com uma vida tão legal e com companhias tão agradáveis (tsc), você nem tem esse direito ! hahahahaha

bjs